Cachorro na cerimônia de casamento ao ar livre. Meio do Mato Eventos.

Em cerimônias de casamento personalizadas realizadas em diversas casas de festa, é muito comum ver animais de estimação, em especial cachorros, fazendo entradas triunfais. Existem diversas funções para o seu amigo de quatro patas, o importante mesmo é que ele não fique de fora.

“Os bichinhos muitas vezes são considerados como filhos por alguns casais, então não podem ficar de fora desse momento tão especial das suas vidas”, destaca nossa cerimonialista Rosí Medeiros.

Mas para que o seu cão participe desse grande dia é importante que ele seja sociável e não estranhe a presença de muitos rostos desconhecidos. Antes de tudo, é imprescindível pensar no conforto e na segurança dele.

Missão para cachorros

Na maioria das vezes, os cães são eleitos para participar da entrega das alianças, que são presas na coleira ou no dorso ou podem ser levadas em uma cestinha na boca. Geralmente, são acompanhados por daminhas ou pajens, que os seguram por guias para evitar que saiam do caminho determinado. Durante a cerimônia de Camila e Eduardo, o pequeno pajem foi o responsável por guiar a buldogue Margô em direção aos noivos. Mas também tem aqueles que treinam e conseguem chegar sozinhos até o altar.

Margô desfilou pela passarela de madeira acompanhada pelo pajem

Além de levar as alianças, outra proposta é que o cãozinho entre com uma plaquinha com uma citação irreverente como “lá vem a noiva”, muito usada para daminhas e pajens. Como fez o Sam, o staffbull da Carol e do Diego, que correu muito animado pela nave com sua plaquinha presa ao pescoço.

Ao ver Diego no altar, Sam correu com entusiasmo em sua direção

Os cachorros também podem participar das entradas principais. No casamento de Laura e Henrique realizado no Galeria Jardim, um pequeno buldogue francês acompanhou o noivo em sua entrada. Enzo desfilou de gravata borboleta e permaneceu no altar ao lado dos noivos durante toda a cerimônia.

O buldogue francês Enzo acompanhou o noivo Henrique em sua entrada para a cerimônia de casamento ao ar livre no jardim

Uma ideia mais original é que o filhote seja uma surpresa para os noivos. O golden retriever Simba entrou com o pajem durante a cerimônia de casamento de Aline e Hugo para surpreender a noiva. O sonho de Aline sempre foi ter um filhote e, ao vê-lo ali no dia do seu casamento, não conseguiu conter a emoção. Leia aqui essa história completa 

Convidado ilustre na cerimônia

Definida a missão, você deve fazer um planejamento minucioso juntamente com a equipe do cerimonial do casamento. É preciso decidir se o cachorro permanecerá na cerimônia ou será levado para um local mais reservado logo após a entrada. Qualquer que seja a decisão, certifique-se de que ele não fique sozinho. Em sítios para casamento, por exemplo, o risco é que ele corra para um local que ofereça perigo, como uma piscina ou um lago.

Cachorro acompanha a cerimônia de casamento ao ar livre no jardim. Meio do Mato Eventos.Alguns cães, como o Enzo da Laura e do Henrique, participam de toda a cerimônia. Mas nem todos conseguem ficar por tanto tempo. Antes de dar uma missão ao seu amiguinho, leve em consideração os limites dele. Alguns ficam muito agitados, outros assustados. Tenha em mente que o barulho, os flashes das câmeras e a presença de muitas pessoas desconhecidas podem incomodar, principalmente os filhotes.

“Uma vez, teve um cachorrinho que ficou tão agitado durante a cerimônia que começou a latir para a caixa de som”, lembra Rosí. “Quando isso acontece aqui no Meio do Mato, a equipe do cerimonial pega e leva para um lugar mais tranquilo”, explica a cerimonialista.

Por isso, escolha previamente pessoas próximas que tenham contato com o cão e possam ficar responsáveis por acalmá-lo, caso aconteça alguma reação inesperada durante o casamento. Outra opção é contratar uma babá para cuidar do seu convidado ilustre.

Um pequeno truque

Para manter o cachorro entretido, é legal ter por perto alguma distração que o agrade, como por exemplo, um biscoitinho ou brinquedo. Também é uma boa estratégia para ser usada se ele começar a ficar agitado. “Nosso último noivo trouxe um petisco no bolso do paletó para dar para o cachorro”, lembrou Rosí.

Veja nossa galeria com momentos caninos!

 

Por Katryn Dias
Fotos Muniz e Maia

GOSTOU?

SOLICITE UM ORÇAMENTO
AGENDE UMA VISITA